Qual será a nota do último candidato aprovado e matriculado na concurso da ESA 2019?

AVISO IMPORTANTE: Se você estiver lendo esta postagem antes do dia 17 de fevereiro de 2020, tudo que está escrito por aqui é baseado em hipóteses e não necessariamente em fatos consumados, tendo em vista que ainda temos outras etapas do concurso de admissão em andamento. 
ESTE TEXTO RECEBERÁ COMPLEMENTOS, conforme as etapas do concurso forem avançando serão  produzidos novos conteúdos. 

De acordo com o manual do candidato do concurso de admissão da ESA – Escola de Sargentos das Armas do ano de 2019, a data prevista para a efetivação da matrícula no curso de formação de sargentos 2020/2021 é no dia 17 de fevereiro de 2020. Até lá ainda existem diversas etapas do concurso e “muita água pra rolar”.

Uma das perguntas mais “xaropes” que recebo dezenas, quiçá, centenas de vezes é a seguinte:

Sargento, qual será a classificação do último colocado no concurso deste ano?

ou então algo como

Sargento, estou na classificação xyz, será que vale a pena continuar em frente com o concurso?

Vamos lá!

Conforme citei no começo do texto, tudo que você ler por aqui é mera hipótese / especulação.

Para fins de comparação e referência, vamos levar em conta o concurso da área geral masculina, e a classificação do último candidato matriculado no concurso realizado em 2018. (Clique aqui para saber mais).

No ano passado, o último candidato matriculado estava na posição 1807, e o concurso disponibilizou as mesmas 900 vagas que o concurso deste ano. O que nos leva ao primeiro número de referência, onde temos praticamente o dobro de candidatos classificados para o número total de vagas. 

Consultei minha “careca de cristal” e EU CHUTO que o último chamado deste ano será o candidato 1859 da lista da concorrência ampla…
Para a área feminina geral acredito que devem chamar até a classificação 207

LEMBREM-SE isto é mera especulação, hipótese, teoria, viagem na maionese e não fatos consumados… kkkkk

Mas beleza… e agora, muitos de vocês podem estar se perguntando:

Mas por que são chamados tantos candidatos majorados?

Logo após a liberação do resultado final do exame intelectual e da valoração de títulos, os candidatos ainda passarão por outras etapas importantes do concurso, como a Inspeção de Saúde (IS) e o Exame de Aptidão Física Preliminar (EAFP), além da apresentação de todos os documentos previstos para a matrícula.

Não sei precisar de fato quantos candidatos irão “cair” nas próximas fases, mas aqui segue uma lista de fatos e hipóteses que podem explicar o grande número de candidatos majorados que serão de fato chamados para a matrícula.

1. Apresentação para verificação de faltas.

No dia 22 de novembro às 14h00 (horário de Brasília) os candidatos aprovados classificados e majorados devem se apresentar na sua OMSE (Organização Militar Sede de Exame).

Caso o candidato não compareça ele é considerado ELIMINADO do concurso.

Neste dia, por incrível que pareça, alguns candidatos acabam faltando por diferentes motivos, e esta é a primeira leva que abre espaço para os majorados serem chamados.

IMPORTANTE: O candidato deverá apresentar um documento de identificação (atualizado e com foto).
Não é necessário levar os exames da Inspeção de Saúde no dia da tiragem de faltas.

Nesta ocasião o candidato ficará sabendo exatamente quando será realizada a inspeção de saúde.

2. INSPEÇÃO DE SAÚDE

Esta é uma das etapas do concurso que geram maiores índices de reprovação. Por diferentes motivos, muitos candidatos são considerados inaptos na inspeção de saúde e isso leva a um número considerável de “baixas” dos concurseiros que vão avançar para a próxima etapa.

IMPORTANTÍSSIMO – Leve todos os exames e laudos que estão previstos no manual do candidato.

Caso queira saber mais, CLIQUE AQUI para ler o artigo sobre as principais causas de reprovação na inspeção de saúde.

3. Exame de Aptidão Física Preliminar (EAFP)

Muitos concurseiros que focaram somente no papiro e deixaram para treinar a carcaça na última hora acabam reprovando no “TAF”, o exame de aptidão física preliminar.

Este ano a previsão é que o número de reprovados no EAFP seja ainda maior que nos anos anteriores, tendo em vista a reinclusão da flexão na barra, que para muitos concurseiros é um terror.

 

4. APRESENTAÇÃO NA OMCT E ENTREGA DE DOCUMENTOS

Após a aprovação na IS e EAFP os candidatos serão designados para se apresentarem nas OMCT onde será realizado o período básico de formação, e por mais incrível que pareça, ainda haverão candidatos reprovados nesta etapa por diferentes motivos.

Muitas vezes o candidato pode ser designado para uma OMCT que seja longe de sua residência, o que muitas vezes acaba gerando algumas dificuldades, geralmente de cunho financeiro ou logístico.

Outra causa de reprovação nesta etapa é a falta de documentos previstos para a matrícula. Portanto, preste muita atenção e leve todos os documentos conforme o previsto no manual do candidato.

5. “SEMANA ZERO”

A famosa “semana zero” é uma das principais causas de desligamento voluntário dos candidatos ao curso de formação de sargentos, e ela ocorre em todas as escolas de formação militar.
Também conhecida como semana de adaptação, nesta etapa, o candidato irá “perder o verniz de civil” e começará de fato suas primeiras atividades como militar.
As atividades físicas, a ordem unida, a pressão psicológica, as faxinas, a rotina puxada e a correria dos alunos na semana zero podem facilmente abalar o candidato que pode acabar solicitando seu desligamento logo na primeira semana.
Para muitos a primeira semana é um verdadeiro “inferno”, mas a grande maioria dos candidatos já chega no curso com o foco no objetivo final e aguenta superar todos os obstáculos. 
Em alguns anos, a taxa de desligamentos pode chegar a ultrapassar 10% na semana zero.

Se você tiver curiosidade de saber como foi minha semana zero e o meu primeiro dia no curso de formação da ESA, dá uma olhada neste vídeo aqui do quadro Histórias de Sargento:

6. OUTRAS CAUSAS

Existem diversas outras causas que podem levar os candidatos a desistência mesmo após a aprovação no exame intelectual.

Uma das causas mais comuns é a aprovação em outros concursos, em especial o concurso da EsPCEx que é o foco de muitos jovens que querem seguir carreira.

Boa parte dos aprovados no concurso da EsPCEx, também são aprovados no concurso da ESA, o que leva muitos destes a deixarem suas vagas disponíveis ao optarem seguir em frente no concurso da EsPCEx.

Desistências por motivos logísitcos e financeiros infelizmente ainda são muito comuns. Por isso é tão importante a parte de educação financeira desde o início de sua preparação para o concurso e posteriormente para que você seja um MILICO MAIS RICO.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Como acabamos de ver existem diversas causas de reprovação, e é muito difícil de fato prever o que vai acontecer daqui pra frente.

Este post está sendo aperfeiçoado com tempo, novas informações serão adicionadas assim que vídeos e outros artigos forem criados para esclarecimentos e bizus das próximas etapas.

Se você gostaria de ter alguma informação esclarecida em detalhes e não encontrou aqui no portal ou no canal Coach Militar, você pode acessar nosso SISTEMA TIRA DÚVIDAS

ou falar diretamente comigo via Instagram!

Espero ter esclarecido alguns possíveis dúvidas e desejo que estas informações sejam úteis para que você cumpra sua missão com excelência.

Se eu puder colaborar em algo, deixe me saber.

Avante sargentos, tamo junto na missão!
Grande abraço

Mautama, Coach Militar

Sobre o Autor

Mautama - Coach Militar
Mautama - Coach Militar

Instrutor de Liderança e Empreendedorismo. Fundador do Grupo Líder de Ouro. Sargento de Infantaria (na reserva), formado pela ESA em 2003. Coach Militar pioneiro em coaching para futuros militares. Gestor de Marketing e Estrategista Digital - Cofundador da Kazu Digital Instrutor Internacional de Rebirthing. Terapeuta Holístico.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *